sexta-feira, julho 08, 2005

Pergunta...

Escrito por Elise às 5:25 da tarde

13 Comments:

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Blogger smartins, at julho 08, 2005 6:13 da tarde  
Independentemente de quem quer que tenha cometido mais este acto bárbaro, o Islão nunca vai ver o ocidente como aliado. O ódio está na cultura, no aprender a odiar. É só observar o que acontece com judeus e palestinianos. Ambos os lados ensinam os seus jovens a odiar. Meu Deus, onde vamos parar?
Blogger smartins, at julho 08, 2005 6:17 da tarde  
Das duas uma: ou o islão modera os fanáticos, ou então terá uma resposta ainda mais agressiva.

A Europa mais cedo ou mais tarde terá de se proteger. E aí, muitos inocentes serão vítimas da minoria fundamentalista.

Nós não somos inimigos do Islão. Pelo contrário acolhemos marroquinos, algerianos, turcos, etc. Mas eles não podem esperar pela tolerância infinita da europa,se todos os anos há um atentado com a marca da al qaeda.
Blogger Elise, at julho 08, 2005 6:22 da tarde  
Minha cara Elise, penso que quando se fala no Islão estamos a falar numa religião, e já agora o que é o chamado Ocidente e os seus valores?
Eles existem?
As religiões quais são?
Existe de facto uma cultura de tolerância entre nós?
Por exemplo a questão do aborto, da homosexualidade e do casamento entre homosexuais.
A tolerância entre nós, perante o indivíduo bem sucedido, sem atender muitas vezes como o consegue?
Não me parece que o problema seja tão simples e resolúvel, quando queremos impor muitas vezes costumes e regras da nossa sociedade.
" ...E então chegou-se à chamada 'moral dos fins', ou como se prefere chamar nos Estados Unidos, onde foi elaborada e difundida, à 'moral das consequências', o consequencialismo; nada em si mesmo, é bom ou mau, a bondade do acto depende unicamente do seu fim e das suas consequências previsíveis e calculáveis. Percebendo, porém, os inconvenientes de um tal sistema, alguns moralistas tentaram abrandar o consequencialismo no 'proporcionalismo'; o agir moral depende da avaliação e do confronto feitos pelo homem entre a proporção dos bens que estão em jogo. Ainda aqui trata-se de um cálculo individual, desta feita o cálculo da proporção entre bem e mal.
Se das sociedades do bem-estar do Ocidente, nas quais esses sistemas apareceram pela primeira vez, nos deslocarmos para outras áreas geográficas, veremos que também nas convicções morais de certas teologias da libertação muitas vezes permanece como pano de fundo uma moral 'proporcionalista': o "bem absoluto (isto é, a edificação da sociedade justa, socialista) torna-se a norma moral que justifica todo o resto, inclusivé se necessário - a violência, o homicídio e a mentira."
Vale a pena citar Ratzinger, porque de facto foi logo apodado, sem conhecer o seu pensamento.
Isto é apenas um pequeno contributo, para que o pensamento melhore.
Já agora, pergunto.
O que alimenta o ódio?
Quem tem alimentado o ódio?
Qual a verdadeira essência do ódio?
Anonymous Toupeira, at julho 08, 2005 7:15 da tarde  
Peço desculpa pelo erro ortográfico em homossexuais.
Anonymous toupeira, at julho 08, 2005 9:15 da tarde  
Cara elise, espero que não apagues este post caso não te agrade, digo isto porque reparo que tens por hábito apagar posts. Mas indo directo ao assunto, desde quando há um islão moderado e um islão fanático? O islão ou é ou não é! Já fazes lembrar aqueles que se dizem católicos mas que não são praticantes. O islão tem preten~soes imperialistas, está na sua génese, e não vale a pena estar aqui com rodeios a dar numa de bonzinhos e almas caridosas. O islão é inimigo da europa. Sempre o foi e continuará a ser até ser esmagado...ou até nós todos nos convertermos a Alá.
Anonymous joão M, at julho 09, 2005 12:15 da manhã  
Desculpa? Eu apago posts??
Blogger Elise, at julho 09, 2005 12:21 da manhã  
A mais longa série de disparates continua a enriquecer o teu blog, Elise. As tuas caixas de cometários são um bom exemplo do que é a ignorância. Cá para mim a tua grande ambição é fazer as manhãs da TSF.:)))
Blogger Francis C. Afonso, at julho 09, 2005 4:36 da manhã  
Já agora é melhor removeres definitivamente aquele primeiro post que foi apagado. É que estás sujeita a que te chamem de fascista e a dizer que o teu blog não é democrático! Depois já não vais para o céu, nem te esperam 7 Brad Pits.
Blogger Francis C. Afonso, at julho 09, 2005 4:38 da manhã  
É o que dá ser democrática e dar a oportunidade aos comentadores de apagarem os seus próprios comentários. :p

A quem interessa:

Quando num comentário diz " Esta postagem foi removida pelo autor."... o comentário foi apagado pela pessoa que o escreveu.

Brad Pitt? A angelina jolie perseguia-me! safa!
Blogger Elise, at julho 09, 2005 6:19 da manhã  
caro amigo toupeira, prometo responder em breve ao seu comentário. :) julgo que a discussão será produtiva e interessante. abraço.
Blogger Elise, at julho 10, 2005 9:10 da tarde  
Fogo isto vai aceso vai... religiões à parte, todos os ataques terroristas são condenáveis, ninguém tem o direito de atacar inocentes, gente que simplesmente ia para o seu emprego, para a sua escola... o que eles fizeram de errado?? é tão fácil falar quando as coisas não se passam connosco, quando não nos atinge directamente... O fanatismo quer seja na religião, no futebol, seja onde for não é saudável. Boa semana
Blogger maresia_mar, at julho 11, 2005 9:48 da manhã  
Maresia, a igreja católica teve a inquisição, o islão tem o terrorismo.

o meu marido acaba por ter razão num ponto: as religiões organizadas só são uma dor de cabeça.
Blogger Elise, at julho 11, 2005 10:29 da manhã  

Add a comment

Links to this post:

Criar uma hiperligação