sábado, setembro 17, 2005

Co Adriaanse em agonia com o espírito português...

Escrito por Dragonesso às 10:57 da manhã

6 Comments:

Co Adriaanse é o meu novo ídolo.
Blogger Gonçalinho, at setembro 17, 2005 1:37 da tarde  
Quem fala assim podia-se chamar Maniche. Porque a falta de respeito é a mesma. A falta de respeito e de inteligência. Até fiquei com curiosidade de conhecer o futebol espectáculo que se joga na Holanda. Estávamos bem arranjados se tivessemos como objectivo a liga holandesa. O senhor também não sabe qu quem organiza o campeonato em Portugal não é a Federação, mas a Liga. O homem se continua assim tão colérico ainda lhe dá uma coisa má.
Blogger Francis C. Afonso, at setembro 17, 2005 5:50 da tarde  
Ó Francis, não brinques... ainda pra mais de um clube que se manifesta ao tom arrastado do Dias da Cunha, que consegue juntar o ódio cego ao Pinto da Costa e José Veiga, e amar o Vieira Orelhas. E eu até concordo com muitas das coisas que o teu presidente diz.

Quanto ao Adriaanse o que eu te posso dizer é que gostava muito que tudo em Portugal se pudesse sequer comparar à Holanda.

E em tempos em que em Portugal se começa a apostar a sério no ensino do inglês, é impressionante a facilidade com que o Koeman e o Adriaanse se expressam nesta língua. Não pode ser coincidência. E isto diz muito da Holanda.

Quanto às medidas propostas pelo Adriaanse, parecem-me perfeitamente aceitáveis. Aliás, eu tenho a certeza que no resto dos países, as regras disciplinares devem ser mais parecidas com as holandesas do que com as nossas.

Agora se é a federação ou a liga que as têm de tomar, isso parece-me acessório.
Blogger Dragonesso, at setembro 17, 2005 10:13 da tarde  
Ó Dragonesso, se tu não concordas com os disparates do Presidente do Sporting, eu que sou sócio também não. O facto dele ser presidente do clube do qual sou sócio não me obriga a concordar com ele. E o facto de eu ser do Sporting não me reduz, em nada, a capacidade de apreciar as afirmações do sr. Co.

O senhor Co também não falou sobre nenhuma questão de desenvolvimento estratégico ou social em Portugal, para que eu diga que gostava que Portugal fosse como a Holanda. É evidente que todos gostaríamos de ser mais ricos e ter mais qualidade de vida. Logo, todos desejamos ser como a Holanda.

O que sr. Co invocou foram as regras disciplinares da Holanda, criticando os organizadores de uma prova desportiva em Portugal. Para além de ter feito apreciações ao número de espectadores dos estádios.

O sr. Co esqueceu-se de que nas principais ligas da Europa, como Itália e Espanha, as regras que se aplicam estão mais próximas das portuguesas. Esqueceu-se também que não é linear que o estilo de futebol jogado em Portugal seja o motivo porque os Estádios têm as audiências que têm, ou que as equipas sejam defensivas devido aos cartões. E, finalmente, esqueceu-se de tratar as pessoas com boa-educação. Para além de nem saber quem é que organiza o campeonato. Facto acessório, mas revelador do seu conhecimento sobre o assunto.

Podemos achar a proposta do sr. Co, uma boa proposta. Talvez fosse. Quanto mais não seja para os jornais. Já se está a ver a polémica que não ia dar atribuição de cartões antes dos jogos grandes. Mas não podemos achar que, lá porque ele apresentou uma boa proposta, pode insultar tudo e todos.

Aliás, a respeito do sr. Co veremos se logo vai ter de comer o chapéu e pôr o Benni a jogar. Porque a questão da existência de regras e de disciplina dentro do balneário do Porto também merecia alguns comentários. Até se admite que a coisa estivesse de tal forma descontrolada que era necessário impor métodos de grade rigor. Mas com Mourinho o Benni jogava com tranças, ou sem elas, e marcava.
um abraço,
Francis
Blogger Francis C. Afonso, at setembro 18, 2005 12:47 da tarde  
Oúnico pecado do Sr. Co foi apelidar de "estupidas" algumas das perguntas lançadas pelos inteligentes dos nossos jornalistas,em especial os desportivos, os quais, como se sabe, além de capricharem no tom das gravatas e no padrão das camisas, são do mais inteligente que se sabe existir à face da terra.

(Sem contar com as ex-estagiárias de jornalismo que com agressividade desmedida e oportunidade falhada, tentam compensar a falta de imagem física que lhes permitiria um lugar de apresentadoras-TV com exercícios compulsivos de boçalidade intelectual)

O Sr. Co tem razão. As questões que ele levantou são sérias - até a da qualidade das perguntas que os jornalistas fazem.

Se ele fosse treinador do Benfica, tinha nascido "m mito na coragem de interpelar o futebol português" Como é do FCP obviamente que será um alvo a abater pelos implacáveis jornalistas desportivos portugueses.

Sabemos que o amigo Fancis está connosco nesta apreciação.

Ele só está chateado por ver o nível atacante que o Sr. Co está a instituir. Ciúmes para o Sporting dele...(que aliás, se aproveita para saudar com votos de bom resultado para logo á noite)
Anonymous carneiro, at setembro 19, 2005 10:29 da manhã  
Pois é vocês já disseram tudo... Só para ver o nosso jornalismo, repararam nas imagens que mais repetiam ontem no jogo Braga/FCP???? Aposto que sabem.. É certo que ele tinha lá a mão ,mas era necessãrio estar sempre a passar a imagem da mãozinha sempre no cabelo??? Nós amantes de foot queremos é imagens dum bom jogo. .. quem queria saber das tranças.. até que o castigo naõ foi por ele ter tranças, a prova está que ele jogou com elas... os jogadores têm é que jogar futebol. é para isso que são pagos e não para passagem de modelos, é só ver os caminhos por onde anda o Real Madrid.. por aqui uma amostrinha do ridiculo do jornalismo desportivo...
Blogger maresia_mar, at setembro 19, 2005 12:18 da tarde  

Add a comment

Links to this post:

Criar uma hiperligação