domingo, janeiro 15, 2006

A ler...

Escrito por Elise às 9:04 da tarde

5 Comments:

Sem dó, nem piedade... ehehe
Blogger Gonçalinho, at janeiro 15, 2006 11:17 da tarde  
O "24 horas" já chamou mentiroso a Souto de Moura com todas as letras.
Como é possível chegar-se a uma situação destas?
Souto de Moura é, simplesmente, o Procurador Geral da República.
Neste reino já nada surpreende quando o próprio Sócrates promete uma coisa e depois faz outra, tudo é possível.
Blogger Al Mutamid, at janeiro 16, 2006 11:22 da manhã  
Factos objectivos:

Souto de Moura não é mação.

A investigação Casa Pia tocou em alguns maçãos.

As investigações da era Souto de Moura recorrem a escutas telefónicas, incluindo as conversas entre maçãos.

Há muitos procuradores e procuradores adjuntos com acesso legítimo a essas escutas que são originários do povo - já não são apenas os elementos da alta burguesia que preenchem esses cargos.

A minha interpretação: A maçonaria, percebendo que vai perder a presidencia da republica, tem que recuperar a procuradoria-geral da republica que perdeu desde Cunha Rodrigues.
Sobretudo para acabar com as escutas ou, pelo menos, controlá-las, para que nenhum mação seja apanhado. Veja-se Mário Soares aos gritos, a vociferar contra as escutas. E a exigir que o jornal seja obrigado a revelar as fontes (ah, grande democrata...) Pudera, se há alguém que pudesse ser preso em Portugal por tráfico de influencias perpetradas através de telefone...

Qualquer dia alguém escreverá sobre a influencia da maçonaria no funcionamento publico dos primeiros 30 anos deste regime democrático.
À semelhança do que aconteceu com a 1ª republica, também esta foi cilindrada por essa associação de malfeitores com origem nas mais elevadas castas sociais e económicas que mandam nesta país desde os idos anos de 1820.

Basta percorrer os mais altos cargos publicos do país - que não sejam de eleição directa - para aí ver sentados os mais proeminentes maçãos.

Só não vê quem não quer e quem se atrever a enfrentá-los pode contar com um assassinato de carreira ou de carácter. Só são diferentes da Mafia, porque não mandam matar fisicamente. Por enquanto, pelo menos...

O próximo procurador geral poderá ser Cluny. Ele é mação. E estava na segunda fila a aplaudir - ao lado do vice-presidente do Conselho Superior da Magistratura (outro mação) quando da apresentação da candidatura de Mário Soares - lançada, como se sabe, pelo sector mais velho da loja....
Anonymous carneiro, at janeiro 16, 2006 12:30 da tarde  
carneiro, o teu comentário merece uma vénia. dizes tudo. obrigada.

neste momento, há quem queira um PGR que seja uma espécie de arquivador mor.

estamos perto da IV républica?

abraço a todos.
Blogger Elise, at janeiro 16, 2006 1:52 da tarde  
...mas o cluny aprestou-se a correr na defesa de souto moura...e na justiça não pode haver muito ou pouco mentiroso. bjos. ressuscitei por uma semana...
Blogger Pinto Ribeiro, at janeiro 16, 2006 1:57 da tarde  

Add a comment

Links to this post:

Criar uma hiperligação