sexta-feira, março 03, 2006

Multiculturalismo?

Escrito por Elise às 2:47 da tarde

10 Comments:

A existência de um troca-tintas, vira-casacas tachista como Freitas do Amaral também não é essencial, aliás é totalmente dispensável...
Anonymous sá morais, at março 03, 2006 3:30 da tarde  
...lamentável...acho que se está entrar mesmo numa lógica irracional assustadora. mas não precisas de ir a londres para encontrar quem pense assim...tens esse gente em lisboa...bjinho Elise.

( leste o Khatami, ontem? )
Blogger spartakus, at março 03, 2006 4:53 da tarde  
Olá querida princesinha, gosto muito de ti obrigada por existires, estou feliz por te conhecer e te ter por amiga.Em relação ao filme é lamentável. Bom fim de semana amiguinha
Blogger Adryka, at março 03, 2006 5:25 da tarde  
É assim Elise: uma excelente pessoa que foi incapaz de reformar, por incompetência e por ter sido encurralado pelo topo do poder, ( rafsandjani & cª ), os "duros" e o bush...o engrançado é que o "poder religioso" no irão apostou no falhanço dele para recuperar a presidência com o rafsandjani e o povo nas urnas pregou-lhes uma rotunda surpresa. mas o caminho, a ser feito, tem de passar algures por ali...
Blogger spartakus, at março 03, 2006 5:29 da tarde  
Não. a haver fraude o rafsandjani tinha ganho. e não me surpreendeu. ainda muito antes das eleições disse públicamente, quer cá quer lá, que a povo não ía votar nos reformistas. estamos a falar do povo comum, não das élites, quer as reformistas quer as do poder religioso. e sabendo-se que o potencial candidato vencedor podia ser o rafsandjani, pior. o presidente do irão tinha e tem uma vantagem perante os outros face à opinião do povo comum. é impoluto, é sério, é realmente um herdeiro de Khomeiny e isso, gostes ou não, pesa muito. mesmo no campo reformador o papel do Imã não se discute. e tem um pouco a ver com o que se passou na palestina. ainda me lembro de 3 jornalistas do público a rirem-se de mim, todas pró fattah e arafat, quando eu disse que em 2 anos o HAMAS ganhava e tinha maioria na palestina. precisamente no dia 11 de fevereiro de 2004...mais do que um voto no Islão, o povo comum votou em gente séria, não corrupta, honesta. as pessoas precisam de seriedade e são os islamistas que oferecem isso. assim se explica que a população cristã da palestina votou em massa no HAMAS. são homens sérios. e competentes. ( sem falar de que aqui é incrível o que dizem, por exemplo, sobre o Ismail Hanyeh ). há uma visão completamente distorcida da realidade. em gaza quem sériamente lá fosse e conhecesse o terreno, ou homens como o Ismail só não percebia se não queria...
Blogger spartakus, at março 03, 2006 5:54 da tarde  
israel sabia-o....
Blogger spartakus, at março 03, 2006 6:00 da tarde  
já agora:a oposição ao nuke iraniano só veio matar de vez a hipótese de mudanças a curto prazo. os iranianos são muito nacionalistas e orgulhosos e a questão nuclear tornou-se um ponto de honra nacional. esbateu fronteiras e divergências e dos reformistas aos "duros" todos se uniram neste ponto. o presidente agradece. mas os americanos só fazem asneira atrás de asneira...
Blogger spartakus, at março 03, 2006 6:05 da tarde  
Começo a achar que não há remédio...
Já agora, 1977 foi um ano da serpente... pfff! Já '76 foi um ano de boa gente, um ano do dragão! E mai nada!
Blogger Gonçalinho, at março 03, 2006 7:34 da tarde  
acho que vamos ter de juntar esforços nos nossos bilogues para 11 de março...chamar de resistência ao terrorismo sunita no iraque e fraudulentas as eleições...bom. já começou no outro lado da blogosfera. ( independentemente de estar ou não a favor da ocupação ).
Blogger spartakus, at março 03, 2006 8:16 da tarde  
cgtp, pcp e tralha habitual...já andam nos blogues a apelar...e eu não gosto do al Sadr. prefiro o al Hakim...LOL!!! b'noite e bjinho.
Blogger spartakus, at março 03, 2006 9:22 da tarde  

Add a comment

Links to this post:

Criar uma hiperligação