sexta-feira, maio 19, 2006

Júnior, 8 anos

Escrito por Elise às 11:00 da manhã

12 Comments:

É quando leio estas coisas que penso que o mundo está perdido...
Blogger Senador, at maio 19, 2006 12:32 da tarde  
Isto não vai parar??? Em que país estamos? Que tipo de gente se está a geral??? Caminhamos para um modo que não foi o que eu sonhei e não quero para o meu filho.. dá vontade de gritar, de chorar, sei lá, isto assim não pode continuar... Bjhs
Blogger maresia_mar, at maio 19, 2006 12:33 da tarde  
a criança estava sozinha em casa. acabou por sair à rua e quando membros da comunidade a viram limitaram-se a dizer "vai para casa".

as comunidades têm de proteger as suas crianças. nestes casos, mais vale pecar por excesso de vigilância.
Blogger Elise, at maio 19, 2006 12:40 da tarde  
ó elise, mas o que os membros da comunidade poderiam fazer?

acho que aí há uma grande responsabilidade por parte dos pais, que deveriam instruir a criança a evitar sair de casa desacompanhada...
Blogger aL, at maio 19, 2006 1:08 da tarde  
claro que há uma grande responsabilidade dos pais, mas isto:

"Júnior perguntou a dois homens, um deles dono de um café, onde ficava ?o Parque Central?. Os dois interrogaram-no sobre a razão. ?O homem da carrinha branca disse para ir ter com ele que me dava cinco euros?, respondeu. Os dois homens disseram--lhe que voltasse para casa. Mas Júnior não regressou."

também me incomoda aL (a ser verdade).
Blogger Elise, at maio 19, 2006 1:12 da tarde  
Elise,
aflige-me cada vez mais, os maus tratos fisicos e psicológicos, desaparecimentos, abusos sexuais e homicidios infligidos às crianças, e não só!
Que sociedade é esta?! Estaremos a caminhar para o caos? Parece que sim. Nesta sociedade envelhecida, a vida humana já não constitui um valor a ser preservado, por qualquer pretexto mata-se (e logo crianças) que representam o futuro!
Aliás, todos os valores ou quase, estão em decadência...será o fim desta civilização? Que futuro terá a Humanidade? Apesar de tudo, como sou optimista, ainda acredito no Ser Humano!
Anonymous Áurea, at maio 19, 2006 2:38 da tarde  
elise, só agora é que pude ler a notícia, e compreendo perfeitamente a tua reacção [que também é a minha]. quando pergunto o que poderia a comunidade fazer, não o faço para aligeirar a responsabilidade de um potencial crime hediondo [digo potencial, porque ainda não há resultados da autópsia], longe disse, se existiu crime o responsável deve ser punido deforma vigorosa [e inclemente].

agora, e no relato que é feito no jornal, há que realçar as diferenças de comportamento [uma outra criança que também foi abordada pelo individuo, recusou sempre as ofertas]... esta criança não parece ter respeitado a regra fundamental de "não falar nem aceitar rebuçados de estranhos" [isto não diminiu a responsabilidade do crimonoso, atenção!], e penso que esta regra deve ser instruida às crianças pelos pais, e não pela comunidade...

a haver alguma negligência por parte da comunidade ela estará no facto de o indivíduo em causa já ter uma certa rotina no aliciamento de crianças, e aí a comuninade [de pais, familiares próximos] deveria ser alertar as autoridades para estetipo de comportamento.
Blogger aL, at maio 19, 2006 4:27 da tarde  
A maldade está sempre à espreita. Simplesmente horrivel!
Blogger Objectivo, at maio 19, 2006 6:31 da tarde  
Desculpe, lá a minha franqueza... mas para estes casos só mesmo amarrar o responsável deste acto com uns elásticos, meter debaizo dele uns bons cactos a pô-lo todo nu a saltar em cina deles até ficar com os ***** feitos num coador...
Que raiva...
Dragon
Anonymous Anónimo, at maio 19, 2006 8:10 da tarde  
áurea, esta violência infelizmente não ocorre só em portugal e tem razão quando diz que não se dá valor à vida.

aL, a maior responsabibilidade é dos pais, sem dúvida, mas fiquei chocada por ninguém se ter preocupado em tomar conta daquela criança mesmo depois de saber que foi aliciada por um adulto. se encontrasses uma criança de oito anos sozinha na rua, que fazias? especialmente depois de ela te dizer que um adulto lhe ofereceu dinheiro?

objectivo, é realmente horrível.

dragon, pois. para predadores sexuais também defendo a castração química. não é uma solução milagrosa, mas...
Blogger Elise, at maio 19, 2006 8:40 da tarde  
Elise, nunca percebi o interesse da castração química.
Ou é um castigo sádico (independentemente de se justificar face ao crime, não deixa de ser sádico) ou uma forma de evitar a repetição dos crimes (mas a castração impede abuso das crianças, ou apenas o limita?).
É por isso que eu acho perfeitamente aceitável a pena de morte. É o castigo supremo. E aí não há perpetuação do crime...
Blogger Aves Raras, at maio 20, 2006 1:08 da manhã  
Ó Elise, mas tu agora pretendes transformar o teu blog no Crime? Se morreu que se investigue, que se julgue e que o(s) culpado(s) sejam punidos conforme manda a lei e se espera num Estado de Direito. E mái nada.
Blogger Francis C. Afonso, at maio 20, 2006 2:57 da manhã  

Add a comment

Links to this post:

Criar uma hiperligação