quinta-feira, outubro 26, 2006

Porque eu sou o cobrador de impostos...

Escrito por Elise às 1:32 da tarde

5 Comments:

LOLOLOLOLOL, vou enviar isto ao Ministro das Finanças.
Anonymous Anónimo, at outubro 26, 2006 3:51 da tarde  
Por acaso! :D
Blogger Elise, at outubro 27, 2006 1:39 da tarde  
Nem mais! :)))
Uma caricatura mto fixe... eheheh
Anonymous Áurea, at outubro 27, 2006 3:50 da tarde  
muito bom!
Blogger AA, at outubro 27, 2006 10:56 da tarde  
Alguns dos factos constatados para além desses e respectivas alternativas:

Situação global actual e depois *a Acção a tomar:

Erosão dos solos
*Travar a erosão através da cobertura permanente do solo. Escavação de valas de nível, construção de represas e diques.

Escassez e má qualidade dos recursos hídricos.
*Captação de águas da chuva e retenção destas em múltiplas represas utilizando plantas para as depurar.

Desflorestação
*Reflorestar a máxima extensão de território possível com espécies autóctones e ou benéficas a curto prazo na criação de húmus.

Extinção diária de espécies animais e vegetais
*Criação de ecossistemas vegetativos diversificados que providenciem abrigo e alimento para que muitas espécies vegetais e animais se possam restabelecer.

Alterações climatéricas com comportamentos erráticos
*Adaptação de técnicas às novas condições climáticas criando soluções que minimizem o impacte nos ecossistemas locais. (ex.: previsão de cheias e seca, com aplicação de canais de escoamento nas chuvas fortes e retenção destas para os anos de seca).

Aquecimento global
*Reflorestar ao máximo. Minimização do uso de combustíveis fósseis.

Deterioração da qualidade do ar
* Reflorestar ao máximo. Minimização do uso de combustíveis fósseis.

Desertificação paisagística *Reflorestar a máxima extensão de território possível com espécies autóctones e ou benéficas a curto prazo na criação de húmus. Incentivar os individuos a restabelecerem-se no campo.

Incêndios
*Reflorestar ao máximo com espécies autóctones folhosas. Cobertura verde do solo. Represas de água. Manter humidade no solo. Recuperar aldeias abandonadas facilitando a retorno das gentes para o campo.

Desertificação Humana Reflorestar ao máximo.
*Criação de comunidades locais auto-suficientes cujas actividades sejam diversificadas o suficiente para manter ambiental, cultural e economicamente as pessoas na terra.

Instabilidade Política, Social e Económica
*Criação de comunidades com economias de pequena escala e auto-suficientes.
Impermanência Cultural Recuperação de práticas de subsistência antigas incorporando novas tecnologias que as complementem e assim haja uma maior permanência cultural.

Aumento da violência e criminalidade
*Educação e responsabilização do individuo para criar o seu próprio sustento trabalhando com a Natureza. Aplicar limites ao consumo e abolição o mais possível das economias baseadas na competitividade.

Frustração do individuo Educação e responsabilização para o trabalho prático trabalhando segundo os padrões da Natureza.
Injustiça social e comercial *Criação de sistemas que integrem activamente todos os indivíduos, num modelo de gestão local independentemente da idade ou capacidade.

Esgotamento dos recursos Limitação do uso de recursos esgotáveis. (Petróleo, Água potável, Floresta, etc.)
Aumento de doenças mentais, cardiovasculares e degenerativas *Promoção da saúde ao invés da erradicação da doença. Uso das medicinais mais naturais e complementares procurando educar o individuo para a responsabilização da sua saúde, alimentando-se mais adequadamente e tendo um modo de vida saudável.

Sistema educativo obsoleto e baseado na competitividade sendo o modelo vigente dado do sistema para o aluno.
*Criação de modelos educacionais a partir da criança. Esta escolhe desde cedo o que deseja aprender. É promovida a cooperação e a integração e aprendizagem pela Natureza.
Anonymous Anónimo, at outubro 28, 2006 11:28 da tarde  

Add a comment

Links to this post:

Criar uma hiperligação